O QUE É PSICOPEDAGOGIA?


A Psicopedagogia é um campo do conhecimento que se propõe a integrar, de modo coerente, conhecimentos e princípios de diferentes Ciências Humanas com a meta de adquirir uma ampla compreensão sobre os variados processos inerentes ao aprender humano.

Enquanto área de Conhecimento Multidisciplinar, interessa a Psicopedagogia compreender como ocorre os processos de aprendizagem e entender as possíveis dificuldades situadas neste movimento.

Para tal, faz uso da integração e síntese de vários campos do conhecimento, tais com a Psicologia, a Psicanálise, a Filosofia, a Psicologia Transpessoal, a Pedagogia, a Neurologia, entre outros.


sábado, 15 de janeiro de 2011



DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
Omissão ou Parceria?

Tenho observado no decorrer dos 30 anos de escola, como o ensino público e muitos dos particulares apresenta um ensino precário.

Percebo que muitas crianças apresentam dificuldades e não só dificuldade de aprendizagem, mas infelizmente social, emocional e cultural.

Sei que existem bons profissionais nas escolas, preocupados com seus alunos, com a sua aprendizagem e com sua construção enquanto cidadãos, mas infelizmente, percebe-se claramente a falta de compromisso, a falta de paciência para lidar, falta de domínio de classe, alguns professores nem percebem que os alunos apresentam dificuldades de aprendizagem, não os encaminham nem para a coordenação pedagógica e nem comunicam aos pais.

Professores sem condições de intervir numa dificuldade de aprendizagem, sem capacitação necessária e mínima de entender o outro e suas limitações.

Muitas das escolas não manifestam interesse em ter um professor qualificado e capacitado, acomodam-se ao acomodado!! Muitos quando são, são por conta de pontuações do qual os favorece no aumento salarial.

E o que fazer com esta criança que grita por socorro, perante os pais e professores?

Muito simples, a resposta é, olhe para seu filho e seu aluno como um sujeito único, sem comparações, respeitando suas limitações e ajudando-o a crescer emocionalmente e socialmente.

Uma criança que percebe que é limitado, sua auto estima fica baixa e isso projeta em fatores emocionais e escolares bastantes conturbadores e negativos.

A criança com dificuldade não é o que é porque quer!

Todos nós passamos por mortes de familiares, perdas de casa no incêndio, nas chuvas, pais separados e casados novamente, abuso sexual, estupro, pedofilia, drogas, bullyng e inúmeras tragédias, porém algumas pessoas adultas conseguem refazer suas vidas e seguir em frente ao invés de se lamentar, a essas pessoas denominamos de resilientes, pois mesmo sofrendo pressões volta a seu estado normal, ou seja brota das pedras; mas outras, como as crianças, nem sempre são capazes, sozinhas, de ter esse dissernimento para refazer sua vidinha e pular os obstacúlos, apesar de muitas serem fortes e corajosas.

Segundo Smith, “O termo dificuldade de aprendizagem refere-se não a um único distúrbio, mas a uma ampla gama de problemas que podem afetar qualquer área do desempenho acadêmico”.

Um dos grandes desafios das escolas ou do professor é chegar a uma ação eficaz e inovadora. O planejamento vai ajudar a organizar e refletir para procurar chegar a uma ação que seja transformadora, mas para isso precisa ser revista a formação acadêmica,para que consiga cada vez mais trabalhar com seus sentimentos de forma tranquila e consciente, com domínios de assuntos e conteúdos programados. Um educador de corpo e alma presente é fundamental no processo de ensino-aprendizagem.

Sendo assim, segundo Hashimoto, a dificuldade de aprendizagem é uma situação momentânea na vida do aluno, que não consegue caminhar em seus processos escolares, dentro do currículo esperado pela escola, acarretando comprometimento em termos de aproveitamento e ou avaliação.

Portanto o trabalho de um psicopedagogo, juntamento com profissionais qualificados, como psicólogos, fonaudiólogos e neurologista são de extrema impoprtância pois atuam no caráter preventivo e terapêutico.

Preventivamente deve atuar não só no âmbito escolar, mas alcançar a família e a comunidade, esclarecendo sobre as diferentes etapas do desenvolvimento, para que possam compreender e entender suas características evitando assim cobranças de atitudes ou pensamentos que não são próprios da idade.

Terapeuticamente a psicopedagogia deve identificar, analisar, planejar, intervir através das etapas de diagnóstico e tratamento através do diagnóstico clínico,
identificando as causas dos problemas de aprendizagem de 8 a 10 sessões com duração de 50 minutos cada.

O diagnóstico poderá confirmar ou não as suspeitas do psicopedagogo. Neste caso ele indicará um tratamento psicopedagógico, mas poderá também identificar outros problemas e aí ele poderá indicar um psicólogo, um fonoaudiólogo, um neurologista, ou outro profissional a depender do caso.

Thereza Bianchi
ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO E REFORÇO ESCOLAR
Rua Miguel Gustavo, 02 - Vila Sta. Maria (esquina com a Av. Deputado Emílio Carlos, altura do no. 1900)
tel. (11) 3935-0944 ou cel. (11) 7672-6660

Nenhum comentário:

Postar um comentário